ESPUMANTE O VINHO ÍCONE DO BRASIL

ESPUMANTE ANGHEBEN

Muito se fala e escreve sobre este ou aquele país e seus vinhos ícones. Por vinho ícone entendo aquela casta ou tipo de vinho que representa o sucesso internacional deste país. A Argentina – Malbec, Chile – Carmenere, Alemanha – Riesling, Austrália – Shiraz, e por aí vai.

O Brasil, na minha opinião, apesar da insistência com alguns produtores nos varietais desta ou daquela casta, certamente o espumante ou como é conhecido mundo afora, sparkling, é seu vinho ícone.

Já anos 70 quando as multinacionais como Chandon, Heublein, Martini e Rossi, entre outras descobriram o potencial da serra gaúcha para a produção de espumantes. E junto com eles vieram figuras, hoje conhecidas, como Mário Geisse e Adolfo Lona.

Continuar lendo

Anúncios

A SAGA DO VINHO BRASILEIRO

TAÇA CHARDONNAY

Primeiro toma uma taça de Chardonnay que vamos conversar, numa série de posts sobre o vinho brasileiro. E ele não se resume ao espumante que já é um vinho reconhecido internacionalmente.

A produção não fica só nas bolinhas. Temos vinhos brancos, roses e tintos de grande qualidade. Temos, como em qualquer outro lugar no mundo, vinhos simples ou ainda, vinhos caros de duvidosa qualidade.

Este blogueiro resolveu publicar a saga do vinho nacional e dos pequenos e preciosos produtores, que estão a esmerar-se na excelência de seus produtos com muita tecnologia, descoberta de terroir específico para cada uva e alguns com produção limitada.

Continuar lendo

UM ESTILO DE VINHO PARA A SERRA GAÚCHA

SERRA GAÚCHA 2

Linda foto demonstra bem a região da serra gaúcha.  Suas inclinações, seus vales, a insolação, clima e solo.

A foto de autoria de Germano Schür foi retirada do site da UOL.

Por uma casualidade divina os imigrantes italianos que vieram para o sul do Brasil em sua maioria era do norte da Itália, mais precisamente do Veneto e Alto Ádige. Quando chegaram os imigrantes germânicos já estavam nos vales próximos da capital do Estado. A eles foi reservado o desbravamento da região que, hoje, chamamos de terroir da serra gaúcha.

Digo providencia divina porque simples olhar demonstra que a região é irmã de onde vieram. Muito semelhante a geografia do Veneto.

Continuar lendo