A Garnacha em Terras Francesas


uva-grenache-blanc

Impossível falar da saga da Garnacha que nasceu em Aragão, no nordeste espanhol, de onde os cristãos iniciaram a retomada da península ibérica expulsando os mouros, em terras francesas sem falar da maior região produtora Languedoc-Roussilion. 

Impossível não falar da sua essencial contribuição àquele que é, para mim, o mais representativo vinho do sul da França, os ímpares roses.

Impossível não falar dos sublimes vinhos brancos elaborados com a Grenache Blanc da foto acima. 

SOBRE LANGUEDOC-ROUSSILION E SUA CULTURA 

Languedoc-Roussilion percorre toda a borda do Mediterrâneo desde a fronteira com a Espanha nos Pirineus Médios até a Provence. Região que sempre recebeu enormes influências externas.

Vários povos por ali passaram.Desde os Fenícios passando pelos Gregos Antigos que fundaram Marselha,a mais antiga cidade do país e  segunda mais populosa e principal porto comercial, até hoje. Marselha, Marseille, conhecida pelos Gregos Antigos por Massália. 

Depois dos Gregos Antigos, os Romanos andaram por lá e fundaram Narbonne, capital da Província (Com origem no Latim provincia, território sob o domínio romano, como a soma de pro (à frente + vencer), de Narbonnaise que ia da fronteira da Espanha até a Provence.

Com a derrocada do Império Romano hordas de povos germânicos invadiram o sul da Europa. Entre eles estavam os Godos que se separaram em Visigodos (Godos do leste) e os Ostrogodos (Godos do oeste). Os Visigodos rumaram para o leste do continente e fixaram-se na península Ibérica e parte da França, notadamente centro sul e sudoeste. Na França fundaram outra cidade chave Toulouse, a mais importante cidade do sudoeste francês.

Depois de um século foram derrotados pelos árabes que ali ficaram até sua expulsão por Carlos Magno que fundou o Império Carolíngio unificando uma série de reinos pequenos sob o manto de uma mesma língua e cultura.

Por fim a língua até hoje falada no meio rural, mas que já foi oficial. O Ocitanne. Língua do tempo da Roma Antiga falada da Aquitânia (Bordeaux) até a Provence.  O nome Languedoc vem de Langue de Oc. O nome da língua vem de òc, a palavra occitana para sim, em contraste com oïl, (o ancestral do francês moderno oui), em Francês do Norte a Langue d’oil.

PIRINEUS ORIENTAIS 

Pirenéus Orientais é um Departamento francês cuja capital é Perpignan. Conhecida pelos locais como Catalunha do Norte, eis que ligada culturalmente à Catalunha, famosa por Barcelona e pela separação da Espanha. Da Espanha para a França em razão das relações culturais, políticas e comerciais entre as duas “Catalunhas” era certo que a Garnacha se tornaria, também, francesa sob o nome de Grenache. 

Toda esta história para demonstrar a razão do nome deste blog ALEMDOVINHO porque há muita cultura envolvida no vinho. Vinho é vida.

E a Grenache tem uma longa vida de sucesso na França. Envolvida boa parcelas dos roses da região onde agrega fruta e taninos. Nos tintos trabalha em varietal, em geral bastante frutado com bom percentual de álcool.

Para resumir a sua importância preciso destacar um vinho mítico. O Chateauneuf du Pape. Ou castelo novo do Papa.

CHATEAUNEUF DU PAPE – O GIGANTE DO RHÔNE 

Entretanto, como não gosto do mais do mesmo. Quero destacar a versão branca desta uvas especial. Suas características e o principal vinho elaborado com ela.

A GRENACHE BLANC

Da foto em destaque é uma uva especial para o sul da França. Vigorosa e versátil.  Rica em corpo (fruta) e álcool com  acidez moderada a alta pode ser elaborada desde varietais a vinhos de corte inclusive aceita estágios em barricas onde ganha muita complexidade. 

O Châteauneuf-du-Pape branco, tem a Grenache Blanc, em grande destaque, a Roussanne, Picapoul, Clairette, entre outras produzem este vinho fantástico.

Para mim  melhor que a versão tinta.  Pena que a produção de brancos é muito pequena somente 4% da produção.

O Chateauneud du Pape Branco é para curtir um final de tarde de verão com Billie ao fundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s