Vinho Rosé Os Segredos que Poucos Conhecem


rose vinho

É tempo de primavera no hemisfério sul. E com ela as múltiplas cores como os vinhos rosés.

 Diz a mitologia grega que existia no início dos tempos somente o verão e a primavera. 

Uma jovem de beleza única costumava passear pelos campos, seu nome? Perséfone. E não é que o Deus do mundo subterrâneo, Hades, apaixonando-se raptou-a levando-a para o interior da Terra.

Sua mãe, Deméter, Deusa do casamento e das colheitas entristecida caiu em choro e saudade fez com que os frutos e flores perecessem fazendo com que a fome espalhasse sobre a Terra. Os homens, desesperados, pediram ajuda a Zeus.Para resolver esta difícil situação e sabendo que Hades, seu irmão, já havia casado com Perséfone, mas Zeus precisava interceder.

Solução?  Perséfone ficaria 6 meses com a mãe, simbolizando a primavera e o verão e 6 meses com Hades, simbolizando o outono e inverno. Para mim o vinho que mais representa a primavera é um dos vinhos que mais sofre preconceito é o vinho rosé.

E pelo amor de Deus PAREM de falar que é um vinho para mulheres…

 Muitos o entendem como um vinho menor, outros ainda acreditam que é uma mistura das sobras de vinhos tintos e brancos. Há aqueles que pensam ser delicado e muito feminino, outros, ainda, o comparam com os tintos e o entendem como um vinho aguado.

Nada disto. Os vinhos Roses são clássicos vinhos do sul da França, Languedoc-Roussilion e, principalmente, da Provence, epicentro máximos dos Roses. É vinho descompromissado, todavia, sem perder a qualidade.

E como se elimina um preconceito no vinho? Assim como se elimina o preconceito nas coisas da vida. Conhecendo-o, bebendo-o. Procurando entendê-lo, saber como foi feito, sua história, seus estilos, seu charme e, principalmente, sua mensagem.

DAS CORES DE UM ROSE

O vinho rosé não tem uma cor determinada, entretanto, tem várias tonalidades que vão desde o vermelho clarinho até o rosado claro passando pelo famoso tom alaranjado dos “cascas de cebola”.

DICAS PARA ENTENDER DA COR DO VINHO 

A tonalidade vai depender das uvas utilizadas. Quem comanda tudo são as antocianinas presentes nas cascas das uvas. LEIA

Independentemente da técnica de elaboração o vinho rose será um vinho refrescante, frutado, aromático e extremamente versátil. Combina muito bem com pratos orientais, frutos do mar e culinária que utilize de temperos variados, como a de Provence, França, seu berço e onde alcança vinhos de excelência máxima.

AS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE UM ROSE

Para, definitivamente, deixar de lado o pensamento errado de que rose é mistura de vinho branco com tinto.

O PROCESSO DE SANGRIA

Usado na maioria dos Roses elaborados no mundo. As uvas tintas quando de seu início de fermentação para elaborar vinhos tintos ficam com as cascas em contato com o mosto (cascas, sementes e sumo). Neste mosto entram as leveduras que pela autólise irão alimentar-se dos açúcares e os transformarão em álcool, C02 e aromas.  Alguns dias depois de iniciada fermentação retira-se parte do líquido. 

Há duas razões aí. Primeiro concentra-se o mosto pela retirada de líquido o que nos trará tintos mais opulentos e encorpados. O líquido retirado irá continuar seu processo de fermentação, agora sem as cascas, e transformar-se-á em Rose de Estilo Frutado, mais encorpado e alcoólico, portanto, menos refrescante.

MÉTODO TRADICIONAL

O chamado método provençal. Não há sangria. Desde as videiras, até o produto final tudo foi pensado para ser um vinho Rose. As cascas das uvas tintas são mantidas em contato com o mosto o mínimo de tempo possível. 24 a 48 horas. Quanto mais breve o contato mais leve e refrescante será o Rose. Cada uva tinta a ser utilizada no corte ou varietal de Rose tem seu tempo de maceração que é o contato das cascas com o mosto. Quanto mais longa a maceração mais frutado será o vinho.

ROSE 2

Como a foto acima indica.

ROSES REFRESCANTES

Para pensar nos estilos de rosés devemos entender o triângulo: Acidez, tanino, fruta. Quanto menos contato das cascas com o mosto (menos tempo de maceração), menos TANINOS teremos, eis que eles concentram-se nas cascas, menos fruta no paladar e mais ACIDEZ, consequentemente, mais frescor terá o Rose. São os clássicos Roses Provençais, em geral com cores que vão do casca de cebola até os levemente rosados. Eu diria que se aproximam muito mais de um vinho branco do que dos tintos frutados. Aqui menos intensidade de cor, mais aromas cítricos, mais vivacidade na boca.

No sul da França está seu berço. Uvas tradicionais do mediterrâneo, como a Cinsault, Mouvèdre e Grenache fazem a festa.

ROSÉS FRUTADOS

São os Rosés elaborados pelo método da Sangria. Mais contato das cascas com o mosto (tempo de maceração), teremos, lembrando o triangulo do equilíbrio, mais fruta e taninos e menos acidez. Assim, mais álcool, mais corpo na boca, aromas frutados. Vai-se a delicadeza dos aromas de vinhos com mais acidez, fica a imposição da fruta, algo como morango, melancia e um toque de amoras. Cores mais escuras indo do salmão até mesmo um vermelho clarinho, quase um Pinot Noir. Aqui entram uvas tradicionais como a Cabernet Sauvignon, Merlot e Touriga Nacional.

HARMONIZAÇÃO

São excelentes coringas na harmonização, principalmente com a delicada culinária japonesa com seus sashimi e sushi. Vão maravilhosamente bem com a culinária Thai e indiana pelos mesmos motivos. Entram neste casamento com perfeição. Acompanham bem pratos leves, salada verdes, peixes leves, como linguado. 

Apenas tenham cuidado com a combinação. O Estilo de Rosé Refrescante tem menos peso, mais acidez e, portanto, combina melhor com a culinária japonesa, por exemplo. Já os Rosés de Estilo Frutado, por terem mais taninos, álcool e corpo pedem pratos com mais estrutura, como peixes mais gordurosos, siri, mexilhões com molhos mais estruturados.

Prestem atenção na temperatura de serviço. O Rosé Estilo Refrescante pode ser servido mais gelado, algo em torno de 10 graus é o ideal. Já os Rosés de Estilo Frutado, devem ser servidos com temperatura em torno de 12 graus muito gelado amargam os taninos.

Já que falamos de Perséfone. Nada melhor que apreciar a obra de arte de Bernini.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s