Desvende o Terroir. O Senhor da Vinha


franca-cotie-rotie

Este é o vinhedo de Cotie Rotie. Vale do Rhône. Terra berço da Syrah.  Um dos mais consagrados terroir do mundo.

Com estas fileiras de vinhedos feitas pela mão do homem no solo duro, granítico, sem amarração (condução) alguma  tudo para que estes terraços abriguem uvas previamente determinadas que mais se adaptam as condições climáticas bem rudes.

Por terroir, hoje podemos dizer que é a conjugação de clima, solo, topografia e intervenção humana. Estes elementos definem esta ou aquela uva a se adaptar. Ele é o Senhor da Vinha. Há duas verdades lapidares no mundo do vinho:

Há duas verdades lapidares no mundo do vinho:

– Um bom vinho começa na videira. Sem a menor preguiça é campo mesmo, é suor é trabalho árduo. Tudo para que chegue o mais perto possível da segunda verdade.

– Uva equilibrada evita química corretiva. Como por exemplo, adição de açúcar no mosto. Portanto, uva adaptada ao terroir é uva o mais equilibrada possível como resposta ao trabalho e ao suor do homem para lidar e trabalhar com a videira. Mas como saber quais uvas se adaptam a este ou aquele terreno? Seguramente é trabalho para os ampelógrafos.

A uva é um vegetal. Experimente trocar uma samambaia de parede? As vezes, mesmo dentro do mesmo quarto ela não fica tão exuberante, portanto metro faz diferença.

SAIBA O QUE É AMPELOGRAFIA 

Assim temos a combinação homem e natureza. Ouve-se e lê-se muito sobre terroir nos rótulos e contra-rótulos, mas o que ele é na verdade?

CONCEITO DE TERROIR

Muito atrás na França quando começaram a definir as regiões demarcada havia vários produtores que ficaram de fora daquela área predeterminada. Mas eles tinham o vinho da terra, da região. Lembrando que terroir no francês mais antigo significa terra.

Portanto, também era o vinho da terra. Hoje temos o conceito como disse acima a combinação de solo, clima, topografia e intervenção humana.  

A INFLUÊNCIA DO SOLO

FRANÇA CHAMPAGNE 7

A uva é um vegetal e como tal fortemente influenciada pelo solo, clima e intervenção humana. O solo passa para a uva suas características que irá expressar-se no vinho, no sabor e aromas.

Destaco terroir da região de Champagne, França, foto acima, que devem tudo ao solo de calcários que absorvem água nos meses chuvosos e garantem a sanidade das uvas nos secos meses de verão.

CONHEÇA CHAMPAGNE 

A INFLUÊNCIA DA TOPOGRAFIA

Basicamente temos quatro tipos de relevos:

VINHEDOS DE ENCOSTA: Um típico exemplo são os vinhedos do DOURO, em Portugal.

VINHEDOS DE VALES: Colchagua, responsável pela inclusão do Chile no patamar de elite dos países produtores de vinho. LEIA AQUI. 

VINHEDOS DE MONTANHA: Os vinhedos do Alto Ádige são um exemplo clássico de vinhedos de altura. No Brasil os vinhedos da serra gaúcha podem ser considerados vinhos de montanha.

VINHEDOS DE ALTURA: Ela influencia o paladar e o estilo de seu vinho. A altura exerce fator determinante no estilo dos vinhos. E principal razão de muitos microclimas.

Leitura obrigatória.

VINHOS DE ALTURA. MITO OU VERDADE? 

Um exemplo bem conhecido são os vinhos de Salta, Argentina com vinhedos a mais de 1.500 metros de altura.

CLIMA

Há no mundo do vinho basicamente três tipos de clima. O continental, o mediterrâneo e o oceânico ou marítimo.

A quase totalidade dos vinhedos estão plantados, ao sul da linha do equador nos paralelos 30 a 50. Ao norte entre os paralelos espelhados 30 e 50. Exceções existem claro. Climas desérticos e polares não interessam para a uva. Influenciam, principalmente os necessários vinhos de corte, com duas ou mais uvas. Vinhos de terroir de clima ameno e de climas frios têm suas características muito peculiares e especiais.

COMO O CLIMA INFLUENCIA NO TERROIR?

 INTERVENÇÃO HUMANA

Pensem no trabalho do ampelógrafo, como vimos acima.

Certamente um trabalho de campo minucioso e fundamental, principalmente na evolução de técnicas genéticas de clones e casamentos de uvas que se tem hoje. A Pinotage, por exemplo, casamento da Pinot Noir com a Hermitage (Cinsault) é uma delas.

Importante trabalho de base para a identificação de quais uvas que se adaptam a qual terroir. Essencial, hoje, que a cada dia se descobrem novas regiões de viticultura, sejam em países tradicionais sejam em países debutantes no vinho.

Outra influencia é a do enólogo na escolha das técnicas de elaboração. Principalmente na utilização das barricas, leia aqui, por exemplo que modificam o vinho. Muitas vezes uvas de um mesmo vinhedo nos trazem vinhos distintos.

OS PERIGOS DO TERROIR

Mas e os perigos?

Muitos vinhos são vendidos com o terroir famoso no rótulo para pegar uma carona nos vinhedos mais caros. Mesmo que se tenham vinhedos demarcados que levaram a fama do terroir, muitos outros estão perto mas, não ali no centro dos grandes vinhedos e levam o preço alto sem apresentar tanta qualidade assim.

Um terroir de qualidade garante vinho bom, mas não garante a honestidade do produtor.

Na música o exemplo do terroir. Mesma música duas versões. Sid Vicious e Elvis.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s