Descubra os Vinhos com Alma, Personalidade e Paixão


DSCN0720[1]

Temos vinhos dos mais variados países, desde os tradicionais até os que estão a debutar. Temos, também,  locais  para compra de vinhos, desde os isentos e enormes supermercados até lojas especializadas, passando pela compra on line. Até o que eu estou a propor, um atendimento personalizado para saber qual o estilo de vinho que você prefere.

Estilos de vinhos? Os mais variados possíveis. Desde os espumantes, passando pelos frisantes, chegando nos de sobremesa (dessert wines) até os licorosos/fortificados, brancos, roses e tintos. Cada um deles, independente do país de origem dividem-se em brancos refrescantes (leia), brancos frutados (leia) até brancos aromáticos (leia). Os roses em refrescantes e encorpados. Os tintos em Frutados (leia), Sedosos (leia) e Encorpados (leia).

Por fim, temos os vinhos “normais” os orgânicos, bio dinâmicos e naturais. (leia). Só não temos espaço para o preconceito.

VINHOS ORGÂNICOS, BIO DINÂMICOS E NATURAIS

Eu, editor do alemdovinho, com mais de 30 anos de estrada, como qualquer um de nós, tem um vinho que agrada mais do que outros.

Querem saber?

Gosto de todos os estilos de vinho. Desde os chamados “coloniais” até os mais caros e refinados passando por todos os estilos de vinhos. Das mais variadas técnicas de produção.

Entretanto, há um tipo de vinho que me arrebata na hora, mesmo que nas percepções sensoriais não seja aquele que mais chama atenção.

PERCEPÇÕES DO VINHO

O vinho que eu prefiro, defendo e, agora vendo pela internet é o vinho do pequeno produtor. É o vinho feito em pequenas quantidades com muito carinho, alma e esforço.  

Exatamente como estes elaborados pela vinícola Antônio Dias, estes da foto acima. Pequena produção, grande qualidade e amor incondicional aos vinhos. 

Se há uma comparação que não gosto é: Porque vou pagar neste vinho brasileiro desconhecido o mesmo valor que pagaria num Concha Y Toro, por exemplo?

Eu não faço este raciocínio porque não há como comparar um vinho que conheço o terroir (leia), o produtor, seu amor e carinho e sei da quantidade de garrafas/ano. Há vinícolas chilenas e argentinas que mais parecem refinarias de petróleo tal a quantidade de vinho estocados nos tanques de inox. Como comparar um almoço feito quase que exclusivo com toneladas de alimento/dia?

Gosto dos vinhos elaborados com total respeito ao terroir, o senhor da vinha. E, por fim, gosto de vinhos que não vou encontrar por aí em qualquer lugar. Vinhos que tenham alma, identidade, amor e paixão.

Minha paixão é apresentar estes vinhos aos meus amigos e clientes. É como se eu tivesse conversando com o produtor cada vez que abro um vinho destes. 

Gosto e vendo vinhos que venham da seguinte ideia:

Um louco para cuidar dos vinhedos. Um sábio para lidar com as leis. Um artista para combinar as tintas (uvas) dadas pela natureza. E um poeta para cantá-la pelo mundo.

Quem quiser adquirir alguns destes vinhos comigo favor entrar em contato peter.alemdovinho@yahoo.com

Assim como a ímpar versão de Summertime por Janis Joplin.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s