Vinhos brancos com acidez marcante e longevos


ALEMANHA RIESLING

Bem, mas para quem quer um branco com acidez marcante, boca mineral e aromas que puxam o cítrico, tenho a dizer que esta é a turma dos vinhos germânicos.

E por vinhos germânicos entendo os austríacos e os de Luxemburgo, com exceção para um Chablis ou um Alvarinho/Albariño e deu. Este mundo, lamentavelmente, é bastante limitado.

A Alemanha com seus vinhedos mais setentrionais do mundo, como este da foto, vem com a casta Riesling

ALEMANHA

A Riesling Renana tem como seu berço os vales dos rios Saar, Ruwer e Mosela, todos no nordeste do país região fronteiriça com a França e Luxemburgo.

Como os invernos são rigorosos e os verões amenos, a Riesling tem baixo teor alcoólico, algo perto de 11 a 12 graus, o que é uma dádiva em face destes quase vinhardentes que são vendidos hoje.

Este mesmo frio ajuda para que a casta seja ácida, aromática, refrescante e extremamente longeva. Há exemplares que aguentam muito bem até 20 anos de garrafa. A acidez é a chave da longevidade nos brancos.

São excelentes parceiros para os frutos do mar, peixes leves acompanhadas apenas de um queijo leve. Como o teor alcoólico é baixo são também ideias para conversas  ao  fim de tarde de um verão.

FRANÇA

Alsácia terra mágica para os vinhos brancos. Não creio que há neste planeta terroir melhor que o alsaciano para os brancos.

Protegida pelos frios ventos do norte pela cadeia de montanha os Vosges em suas zonas mais baixas. somado ao solo que transfere aos vinhos uma mineralidade única temos a Riesling em alta conta. Tudo somado aos pequenos e familiares produtores que são donos de poucos hectares, mas tem o vinho no sangue de muitas gerações, podemos dizer que há Riesling de alta exceção.

LUXEMBURGO

Luxemburgo é um pequeno país encravado entre a Alemanha, França e Bélgica. Em termos de culturais Luxemburgo se aproxima bastante da Alemanha. Mais ainda em termos de vinhos, que é o que nos interessa por aqui.

São vinhedos plantados as margens do Mosela, rio que faz fronteira com a Alemanha. O Mosela nasce em Metz, na França e vai desaguar no Reno, em Koblenz, na Alemanha. Basicamente são vinhedos muito parecidos com os alemães.

É reino de vinho branco, ácido, mineral e aromático. A diferença é que aqui é muito utilizada a casta Ebling. São também utilizadas as castas Pinot blanc, Pinot gris, Riesling, Rivaner, Rülander e Traminer.

São castas brancas e de teor alcoólico baixo, algo em torno de 10 a 12 g/l, portanto ideias para nosso clima, principalmente no verão.

ÁUSTRIA

 Áustria entra neste mundo com a mágica Grünner Veltliner.

A Grüner Veltliner é a casta ícone da Áustria, não é a única, mas certamente é o centro das atenções. Certo que a produção de vinhos na Áustria é muito pequena, quase todo o vinho é ali consumido, o que não impediu que esta fantástica casta, aos poucos fosse sendo conhecida mundo afora.

Produz vinhos brancos de excelente acidez, quase crocantes, quando jovem pouco aromáticos e bastante nervosos, minerais e herbáceos. Com o tempo de garrafa, 5 a 8 anos de garrafa desenvolve aromas complexos, na boca algo entre frutos secos e nozes, sua evolução é semelhante a sua parceira a Riesling.

É plantada no extremo oeste do país, por onde passa o emblemático rio Danúbio, faz fronteira com a República Checa e por ali também é plantada.

CHILE

Hoje com vinhedos cada vez mais perto do Pacífico para receber os frios ventos da corrente de Humboldt, a mais fria das correntes marinhas que desemboca no seu litoral, exatamente na altura de Colchagua. A Sauvignon Blanc e a Chardonnay de regiões como Maipo Costeiro, Cachapoal e Apalta, estão a cada dia com acidez mais firme e com vocação para longos anos de garrfa onde desenvolverão aromas de nozes e frutos secos. 

Portanto, se gostam deste tipo de vinho não fiquem perdendo tempo e dinheiro por aí, vá logo para estas castas produzidas nestes países.

Fiquem com este lindo vídeo, isto é Wachau, Áustria, de onde saem as Grüner Veltliner.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s