Malvasia e os vinhos doces


MALVASIA

Muitos torcem o nariz para ela entendendo ser uma uva menor.

Mais uma uva doce de grande importância para o mundo do vinho que sofre injustificados preconceitos.

Sua presença, desde que saiu da Grécia pelas mãos dos Venezianos para a Europa está por trás de grandes vinhos.

 

Muitos torcem o nariz para ela entendendo ser uma uva menor.

Mais uma uva doce de grande importância para o mundo do vinho que sofre injustificados preconceitos. Sua presença, desde que saiu da Grécia pelas mãos dos Venezianos para a Europa está por trás de grandes vinhos.

Tamanha importância que a Malvasia, na verdade, é a mãe de uma família de uvas como veremos.

Seu berço é na Grécia e seu nome deriva do Forte de proteção e apoio dos Vênetos, na Laconia, os donos do Mediterrâneo do então chamado Mare Nostrum nome dado pelos antigos romanos. Este forte chamava-se Monemvasia

A linda Monemvasia.

MONEMVASIA

Durante a Idade Média os venezianos comercializavam o vinho local elaborado com a uva Malvasia. Após a sua expulsão da Grécia e o término do monopólio do Mediterrâneo levaram a uva para a Itália.

Dali ela partiu para o mundo ocidental.

A única prima muito próxima mas que não está intimamente ligada as Malvasias é a Malvasia de Cândia

Pensem nos vinhos da Ilha da Madeira, ela está lá. Pensem no grande vinho Santo ela está lá, também

Versões desta casta.

MALVASIA NERA

A única versão tinta da Malvasia sendo usada em geral para um corte com outras tintas carregando aromas. Na Umbria há este vinho 100% Malvasia Nera.

malvasia nera

 

MALVASIA DE CÂNDIA 

Candia, nome moderno de Heraclião El Khandak para os árabes e Cândia, Chandax para os latinos, é uma cidade grega, capital da ilha de Creta de Heraclião.

A Malvasia branca a grande mestra destas uvas na Europa nos trazem vinhos mais gordos, menos ácidos, mais adocicados e com aromas florais, de modo geral.

O que importa é que está por trás de grandes vinhos. Na Itália tem vários nomes dependendo da região. O que importa que está havendo um retorno a estas uvas e a vinhos que há muito estão esquecidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s