Terroir da serra gaúcha um dos melhores do mundo para espumante


mapa-vinho-rs

Este é o mapa do sul do Brasil, país continental, mas somente na sua parte meridional há boas condições para o plantio de vinhedos de alta qualidade. Sei que no paralelo 8 no nordeste brasileiro temos vinhedos de Moscatéis e Syrah, mas o objetivo desta publicação é falar sobre as excepcionais condições para a produção de espumante, principalmente, na Serra Gaúcha, temos excelentes exemplares na fronteira, Campanha e Serra do Sudeste e no Planalto Catarinense, mas não na variedade, quantidade e qualidade que vêm da Serra Gaúcha.

As condições de terroir, clima + solo, nos proporcionam, como poucos lugares neste mundo, um perfeito amadurecimento do fruto, sem perder a acidez, elementos essenciais para a qualidade da uva que servirá de vinho base. Uva equilibrada não precisa de intervenção química para equilibrar o espumante.

Os melhores lugares do mundo para a produção de champagne e espumantes têm que, necessariamente, serem lugares frios a noite, insolação moderada e boa drenagem no solo. O melhor é, sem dúvida, Champagne, França, solos calcáreos garantem a perfeita hidratação do solo, mesmo nos verões mais secos ou chuvosos, pouca insolação nas noites finais garantem excelentes produtos. Fosse só o frio, a região das encostas do rio  Mosela, Alemanha, também com perfeita drenagem do solo, os vinhedos mais setentrionais seria o ideal, mas falta a quantidade ideal de insolação.

Voltemos à Serra Gaúcha, aqui, como os vinhedos são plantados nas encostas dos morros com orientação solar adequada, temos drenagem suficiente, mesmo nos dia mais chuvosos. Temos verões instáveis, em geral começa a chover em demasia lá por fevereiro, quando as uvas para o vinho base já foram colhidas com a maturação e acidez necessária.

Temos, por fim três décadas de experiência-erro, de adaptação de quais locais e uvas.

Aqui um vinho base de Pinot Noir, pronto para ser utilizado.

ESPUMANTE VINHO BASE

O vinho base é feito com uvas colhidas com acidez maior e irá para os tanques de fermentação, método Charmat ou para  a segunda fermentação na garrafa, método tradicional.

Por fim, quero complementar. Terroir perfeito, drenagem de solo, clima frio a noite, insolação na quantidade certa, experiência de anos cultivo só nos podem rendem produtos, hoje, já conhecidos mundialmente.

Poucas regiões no mundo possuem as qualidades que temos. Penso na Champagne, Franciacorta, Itália, Varosa, Portugal, Tasmânia, Austrália, ainda incipiente. Mas todas estas regiões produzem quantidades liliputianas, na Serra Gaúcha, não. Temos quantidade e qualidade. Santé e fico muito feliz de ter nascido tão perto de abençoado terroir.

Além da variedade, temos desde os Proseccos, passando pelos Moscatéis, cortes tradicionais de Chardonnay + Pinot, aos rosados e experiências mais estranhas como os espumantes de uvas tintas não vinificadas em branco.

Um vinho base com uvas perfeitamente maturadas e acidez no ponto certo. Uva equilibrada, vinhos equilibrados.

Um bom espumante deve ser apreciado com Louis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s