Mais duas influências decisivas para entender de vinho


amigos-no-vinho

Para numa reunião com amigos tendo o vinho como centro para podermos usufruir melhor temos que entender de vinho, escolher o vinho certo para a harmonização.

Pensando nisto há uma série recente aqui no blog visando exatamente isto. Descomplicar, simplificar e entender do amigo vinho.

Na sequencia tivemos: Algo sobre aromas do vinho. Complementado sobre as influências nos aromas  depois para onde eles vão e ao fim, não necessariamente nesta ordem o nariz do vinho. Depois pensamos na cor dos vinhos e como somos atraídos por ela. Dicas para saber de cor dos vinhos. Para fechar a cor dos vinhos. 

Após o triângulo da harmonia do vinho. A acidez , depois os taninos e ao fim o álcool.

Para terminar esta ideia preciso falar de três outros elementos que não são absolutamente decisivos, mas tem sua parcela de contribuição. Assim como na astrologia temos os signos e os ascendentes. Estes três são os ascendentes.

As barricas, já esgotamos o assunto. Os outros dois são:

VINHOS DE ALTURA

Muitos rótulos orgulhosamente apresentam que os vinhedos foram plantados a tantos ou outros mais tantos metros de altura. Mas o que isto realmente representa?

Estes vinhedos na mágica Luján de Cuyo subdistrito de Mendoza ,Argentina os lugares nos patamares que sobem os Andes são os mais disputados. É o famoso Cordón del Plata, o anfiteatro que sobe a cordilheira.

 

cuyo

Mas no que a altura influencia, drasticamente, na qualidade da uva, nas suas características como aromas e sabores.

Realmente a altura tem efeito determinante no vinho. Já dito que a uva como todo vegetal gosta deste ou daquele lugar em detrimento de outros. E a altura é fator determinante para algumas uvas.

O final do período de maturação da uva deve ser o mais lento e prolongado possível. Neste momento as uvas amaciam os taninos, fixam os aromas, o álcool e o açúcar, essenciais na hora da vinificação.

Assim em locais cujo verão é demasiado quente, inclusive à noite, sempre que possível os vinhedos estão perto de rios, mares ou plantados em altura, tudo para que as noites de verão mais frias e agradáveis e permitindo o descanso noturno dos vinhedos e o amadurecimento lento e gradual como dito acima.

Nestes casos, 10 ou 15 dias a mais de maturação determinam o sucesso ou o fracasso de uma vindima.

Assim em locais mais quentes, certamente os produtores disputam os locais mais altos, para, justamente buscar este diferencial de temperatura.

Temos então os vinhedos de Luján de Cuyo, foto acima, os vinhedos de Salta, ambos na Argentina a mais de 2.000 metros de altura, os vinhos de Ribeira del Duero e Priorato, Espanha. Côte Ventoux, França e por aí vai.

Sempre visando o descanso noturno da videira. Videira que descansa são videiras que nos dá uvas equilibradas. Uva equilibrada é igual a vinho equilibrado que não precisa de correção química. Quanto menos intervenção humana na vinificação, melhor.

MICROCLIMAS

Regiões vinhateiras que estão nas encostas dos morros como estes no Vale de Paarl na África do Sul estão recheados de microclimas.

ÁFRICA DO SUL PAARL

São pequenas sub-regiões que se diferem do clima habitual da grande região. Isto é, pela altura, insolação, ventos, proximidade de massas de águas, como estuários, mares ou oceanos, possuem características próprias e às vezes opostas a região como um todo.

Um exemplo interessante é a Serra de São Mamede no Alentejo em Portugal. O Alentejo é a maior região do país. Extensa terra plana, quente e seca. Com clima continental e nas bordas do Atlântico, marítimo. Porém há o microclima de São Mamede com seus vinhedos plantados na subida da serra onde se ganha altura, noites e dias mais amenos no verão e condições climáticas bem diferentes do resto do Alentejo.

Algo que traz diferentes aspectos da mesma obra.

Ouçam Mussorgsky no original.

E os meus amigos Emerson, Lake and Palmer

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s