TERRANTEZ – A UVA – O FINANCEIRO – O FUTURO


UVA TERRANTEZ

Esta linda e importantíssima uva da Ilha da Madeira está em extinção. Por várias razões, mas principalmente O financeiro como veremos adiante. O licoroso do qual a ilha se tornou famosa no mundo depende desta uva também. Junto com as top four Malvasia (Malmsey), Sercial, Bual e Verdelho formam a quintessencia dos vinhos da Madeira.

Possui vários sinônimos como Folgasão,  Cascal (Minho), Donzelinho Branco, Murrão, entre outras. Uva que produz excepcionais e longevos licorosos. Lembrando que é fundamental, também, em Açores.

Mas por quê está em fase de extinção?

Financeiro. Uva difícil de lidar um pouco mais sensível as doenças provindas da umidade, característica da ilha, manhosa, produz menos e, principalmente, seus vinhos com cinco anos de espera ainda são considerados jovens. Dez a quinze anos é o tempo ideal para iniciar sua maturidade.

Hoje, a espera em cantinas para armazenamento e posterior venda destes vinhos quase década e meia depois, aliada a dificuldade de sua condução e cuidado, por certo tornam estes vinhos bem mais caros que os demais Madeiras.

A Tinta Negra Mole tomou conta dos vinhedos com seu baixo custo de produção e elaboração de vinhos com cada vez menos tempo de espera. Além do processo de “cozimento” poder ser feito em tanques de inox com indução e controle das condições para tanto.

Os vinhos da Terrantez, assim como as outras top são elaborados em outras condições, os chamados canteiros, Locais acima das cantinas e abaixo dos telhados para que o processo de envelhecimento pelo calor, “cozimento” do vinho seja o mais natural possível.

Desta maneira, com  a crise financeira batendo nas portas dos produtores, por certo, a opção pelo mais barato e que gira mais trazendo rápido retorno financeiro é um atalho apetitoso.

Por bem, o Governo entendeu por preservar a qualidade dos vinhos da Madeira, justamente ela que guindou a Ilha ao conhecimento do mundo e desde a década de 90 proibiu que o blend, mesmo das top five que destaquei acima tivesse mais do que o razoável de Tinta Negra Mole.

Mas não foi o suficiente para reconduzir esta uva ao seu patamar de vinhos de excepcional qualidade. É necessário mais. É necessário que não se perca a história, não se entregue ao dinheiro fácil. Aproveite o giro fácil dos vinhos elaborados com a Negra Mole, mas preserve a rica contribuição da Terrantez aos Madeiras.

Mas e a uva? Como ela é?

Ela tem todas as características de qualidade das outras quatro acima destacado, porém é a mais perfumada delas, Seu grande destaque vem, exatamente, deste detalhe. Níveis de doçura extremamente adequados e a longevidade com grande saúde.

Viva os vinhos Madeira, então.

Tenho que estar numa degustação destas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s