BRASIL CAMPANHA GAÚCHA – MELHOR TERROIR PARA A TANNAT


BRASIL CAMPANHA GAÚCHA

A Campanha gaúcha é a região em verde no mapa. Quase toda a linha de fronteira com o Uruguai e parte da Argentina. Tão grande é a região que já as dividimos em duas. A Campanha oriental, na fronteira com a Argentina e a Campanha propriamente dita.

Região das grandes fazendas, do gaúcho estilizado, aquele que é, por muitos chamado de Centauro dos Pampas.

Por falar em pampa esta é uma  região pastoril de planícies com leves ondulações e possui, talvez o melhor pasto do mundo. Espalha-se por parte da Argentina e todo o Uruguai, vejam a foto. E, certamente, dali sai a melhor carne do mundo.

BRASIL PAMPA

Mas além das pastagens únicas no mundo a Campanha tem um clima muito demarcado, pode-se até considerá-lo um clima continental. Muito frio no inverno e no verão muito sol e calor de dia, a noite refrescando nos locais mais altos. O solo muitas vezes rochoso são ideais para o plantio da uva.

Mas falando em vinhos, certamente, não se pode esquecer a empresa inovadora e pioneira na região, a antes multinacional Almadén que instalou-se na cidade fronteiriça de Santana do Livramento,  aos pés do Cerro Palomas.

De Livramento, no epicentro da Campanha, no início de 1974 a Almadén iniciou um grandioso projeto, após mais de 10 anos de preparação e seleção de variedades de uvas começaram o produzir os primeiros vinhos na Campanha gaúcha. As uvas plantadas são  Riesling, Ugni Blanc, Gewürtztraminer, Cabernet Franc, Merlot e Cabernet Sauvignon. A Almadén foi recentemente adquirida pela Miolo Wine Group.

BRASIL VINHO 1

Hoje temos vários pequenos e médios produtores espalhados por toda a Campanha, seja ela oriental, como a Vinícola Campos de Cima, em Itaqui, como em Dom Pedrito, com a Guatambu. Interessante destacar que os vinhos ali produzidos estão alcançando qualidade internacional.

Gosto muito dos vinhos de  Merlot e da branca Gewürtztraminer.

Com calma vou apresentar posts com os vinhos que mais gostei desta região do Brasil.

Por fim é importante destacar que a Campanha está no mesmo paralelo de grandes produtores mundiais de vinho como Mendoza, Santiago, Cidade do Cabo e Austrália. O que, dá indícios de boas condições de produção de vinhos de qualidade, por certo aliado a outras quesitos.

Mas, a grande uva desta região é a Tannat. De gata borralheira na França, Madiran onde nasceu para rainha no Uruguai onde adaptou-se muito bem.

O clima mais ensolarado e quente no verão em comparação com o de Canelones nos arrabaldes de Montevidéo colaboram para um Tannat mais frutado e aromático. Menos rústico e rascante como é o tradicional desta casta bastante tânica em sua origem.

Podem ter certeza que ela está muito bem adaptada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s