AZAL – O MINHO NA GARRAFA


UVA AZAL

Uma uva que nasceu, cresceu e ficou na região do Minho, norte de Portugal. O Minho berço de um vinho especial, o vinho Verde.

Ali há várias uvas que raramente saíram dali e muitas delas possuem suas versões do outro lado do rio que faz fronteira com a Espanha.

Interessante o nome. Vinhos Verdes. Para começar não são vinificadas apenas uvas brancas, eis que há o Vinho Verde tinto. Segundo que não são vinificadas uvas ainda não maduras, portanto verdes, mas sim o nome vem de uma das únicas regiões de Portugal, por razões climáticas, que permanece com sua vegetação verde o ano inteiro, daí o nome.

Algumas características o fazem um vinho único. Uvas típicas e nativas. Baixo percentual de álcool, algo em torno de 11 a 12%, cítrico na sua maioria e acidez para lá de refrescante. Mais. De um modo geral suas videiras vão crescendo como verdadeiras trepadeiras que são, pelos muros e cercas com uma condução completamente diferente.

PORTUGAL VINHOS VERDES VIDEIRA

Mais são vinificadas em lotes, isto é neste vinhedos, por exemplo, há as mais variadas uvas do Minho misturadas,  8, 10 ou mais uvas que farão parte do Vinho Verde, sem diferenciação nenhuma.

O que quero dizer com isto é que muitas vezes os vinhos verdes têm um estigma de serem baratos e devem continuar assim sempre. Lógico que se o produtor resolver separar as uvas e lidá-las com elas individualmente custará mais caro.

Por fim da mais de um dezena de uvas que pertencem somente a região do Minho, nem todas possuem suficiente qualidade para iniciarem a carreira solo ou mesmo ganharem destaque quase individual nos rótulos.

Somente aquelas que realmente fazem a diferença. Entre elas a Alvarinho, Loureiro, Trajadura e esta que finalmente vamos falar, a Azal.

Pois bem, a Azal possui a sua versão tinta para os Vinhos Verdes tintos. E, como não poderia deixar de ser uma série outros nomes como Azal da Lixa, Gadelhudo e Carvalhal.

Uma interessante casta que vem sendo trabalhada em separado, com a condução certa e o carinho necessário para nos trazer vinhos com acidez bem marcada, muito frescor como se quer de um Vinho Verde. Cor amarelo palha e nariz lima-limão confirmando o frescor sentido na boca.

O que impede que seja, em geral, vinificada solo é a sua acidez acima da média. Assim vai muito bem no corte com a Alvarinho, a Trajadura e a Loureiro. Levando ao corte mais vivacidade e alegria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s