TRAMINER – UMA UVA FUNDAMENTAL NO MUNDO DO VINHO


GEWURTZTRAMINER

Com a Moscatel e a Malvasia compõem não só uma uva, mas uma família. E assim como elas são doces e aromáticas. Também tem origem muito antiga na Grécia ou Oriente Médio. Veio para a Europa através dos mercadores italianos, via Mediterrâneo ou mesmo pela rota da Seda.

De diferente das outras duas é que se instalou na parte germânica da Europa, norte da Itália, antigo Süd Tirol, Alemanha, Áustria e leste da França, Jura e Alsácia.

Também possui mais ramificações que as suas amigas anciãs. Há mutações e não clones em atividade. Por mutações podemos entender a polinização com diversas outras uvas gerando diferentes membros da família, porém, nada que haja interferência direta do homem como os cruzamentos.

Há, porém, cruzamentos propositais como a Grüner Veltliner (Traminer e Saint Georgen).

Interessante que o nome chave Traminer, tem origem no, hoje norte da Itália, Alto Ádige, com base na cidade de Termeno, mas na época do Império Áustro-Húngaro, conhecida como Tramin com o sufixo Er dando a entender como posse originária da cidade de Tramin.

Mais há uvas espalhadas pela Europa germânica que são parentes entre si, eis que a mãe é a mesma, mas com variações em aromas e gostos, veremos.

Nomes como Gewürtztraminer, Roter Traminer, chamada, no Jura, extremo nordeste francês de Savagnin Rosé e Gelber Traminer, são muito próximas entre si e cada qual com seu papel em seus terroir.

Há, na verdade dois troncos da mesma mãe (Traminer):

A Traminer Branca que se subdivide em branca e amarela. Em língua germânica temos: Weisse Traminer e Gelber Traminer (Savagnin Blanc, sim ela mesma importante uva do clássico vinho amarelo o Vin Jaune).

A Traminer Vermelha, a Roter Traminer (Savagnin Rosé) e a Gewürtztraminer.

Além da cor da sua casca qual a diferença entre elas? A capacidade aromática a mais conhecida capacidade desta uva. Quem em sã consciência não se lembra da fantástica explosão de aromas de uma Gewürtztraminer?

Pois então, as Traminer de casca clara, as chamadas de Weiss e Gelber com a versão gaulesa (Savagnin Blanc) são as menos aromáticas e com acidez mais elevada.

As de casca avermelhada, Gewürtztraminer, Roter Traminer (Savagnin Rosé) justamente o contrário, são muito mais aromáticas e com acidez mais baixa.

Veremos na sequência as características de cada uma delas. Da Gewürtztraminer já falamos.

Por isto entendo ser uma das uvas mais interessantes, não só pelo seus vinhos, mas pela sua história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s