TEMPO NO VINHO. QUANDO ELE É BENÉFICO?


tempo relógio

Existe uma ideia de que o vinho com o tempo melhora. Vinho antigo é que é vinho bom. Nem sempre é assim. Há vinhos que o tempo pouco ou nada agregará ao vinho.

Todos os vinhos envelhecem isto é certo, mas nem todos com saúde. A pergunta é. Como posso saber se um vinho irá evoluir com o tempo de garrafa (guarda)?

Hoje a grande maioria dos vinhos são elaborados para consumo imediato. Saem das vinícolas prontos para consumo de nada vai adiantar guardá-lo durante anos numa adega climatizada. Ele somente irá envelhecer ou, no caso,  bem guardado retardar seu envelhecimento.

Mas há vinhos que podemos identificar se tem potencial de envelhecimento.

Tintos: A carga tânica que possui uma uva. Os taninos estão em toda parte na videira, dos galinhos até a casca. Mas é na casca que estão concentrados e onde nos interessa. Uvas de casca grossa possuem alta carga de taninos, como a Baga (Portugal), a Tannat (Uruguai), a Sangiovese (Itália), Syrah (França), entre outras. Os taninos são os pilares de um prédio, quanto mais reforçados mais solidez terá a construção. Nos vinhos é igual. Os taninos, de início dão aquela sensação de banana verde na boca. O vinho parece grudar na boca. Estes taninos são “domados” com o tempo de barricas de madeira e descanso em garrafa (guarda). Assim estão aptos a evoluírem com o tempo.

Mas como se mostra a evolução de um vinho? Ora, os taninos, antes, duros e travados ganham sedosidade. O que era agressivo torna-se carinhoso.

E nos vinhos brancos? Como posso saber que o tempo irá ajudar a melhorar o vinho?

Em primeiro lugar esqueçam o pensamento geral de que os brancos devem ser bebidos um ou dois anos depois da safra. Esta ideia vale para 70% dos vinhos brancos. Mas há alguns elaborados com as uvas Semillón e Riesling Renana, por exemplo, que possuem capacidade de guarda para 10 anos ou mais. Em alguns casos somente “arredondam” depois de 08 anos. Mas qual a chave para este envelhecimento com saúde?

É a acidez. Vinhos brancos de guarda são insuportavelmente ácidos com um ou dois anos de garrafa. A condição cítrica vai evoluindo para mel, nozes e frutos secos com a idade. O tempo faz muito bem a estes vinhos.

Na prática. Se estamos na frente de um tinto. E como saberei o potencial de guarda?

NO VISUAL

Bem, vejam a cor da borda do vinho na taça. Nada de cor arroxada, mas sim cor vermelha límpida o que indica que a uva amadureceu com perfeição de dentro para fora como deve ser. As bordas arroxeadas em sua maioria das vezes nos traz vinhos que o tempo em nada vai ajudar no arredondamento destes taninos.

NO AROMA

No nariz muita fruta e aromas da madeira já se mesclando ao vinho. Nada de excesso de um ou de outro. Alguns aromas secundários aparecendo, como couro, tabaco e herbáceos.

NA BOCA

Repete-se o frutado dos aromas. Os taninos bem presentes “grudando” na boca. São indicadores de um belo futuro pela frente.

SINAIS EXTERNOS

Mas temos também sinais externos de indicação para a guarda do vinho que compramos. Os principais são as rolhas e garrafas.

Rolhas longas e de qualidade como garantem uma vedação perfeita e mantem a necessária respiração do vinho. Explico. O vinho é o meio do caminho entre o suco de uva e o vinagre. A transformação dos açúcares da uva em álcool é o início do vinho. Claro que mesmo sendo elaborado em ambiente com redução de oxigênio a sua presença é fundamental.

Mesmo depois de pronto na garrafa precisamos de um mínimo de oxigênio para continuar a sua evolução. E, ainda, não se conhece material melhor que a cortiça. A casca dos Sobreiros possui elasticidade e porosidade. Adapta-se perfeitamente aos gargalos das garrafas, pela elasticidade e deixa o vinho respirar pela sua porosidade. Perfeito, não é?

As rolhas de cortiça temos de todas as formas. Desde as mais simples de aglomerados até as que são, digamos o cerne da cortiça. Estas são perfeitas para cumprirem sua tarefa de vedação e respiração.

GARRAFAS

Penso que a principal indicação externa de um vinho de guarda são as garrafas. Se observarmos as garrafas de pescoço longo são as que contem vinhos de guarda, justamente para acondicionar uma rolha longa e de grande qualidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s